Diário de um Ladrão

E, quando reflicto sumariamente nestes tenebrosos mistérios, pelos quais um ser humano desaparece da Terra, tão facilmente como uma mosca ou uma libélula, sem conservar a esperança de um regresso, surpreendo-me a incubar o vivo desgosto de provavelmente não poder viver o tempo suficiente para vos explicar bem o que eu próprio não tenho a pretensão de conseguir compreender. — Conde de Lautréamont

Cartaz para os 150 anos da Vieira da Silva

Cartaz em duelo com Luís Henriques para os 150 anos do nascimento da pintora Maria Helena Vieira da Silva.
Dia 13 de Junho, no Museu Arpad Szenes – Vieira da Silva e no Jardim das Amoreiras.
Impresso em Serigrafia, Tipografia e Stencil n’O Homem do Saco.

 

13403227_362486523875516_6081895972468117304_o

Guardar

Guardar

Guardar

Guardar

Posted on 23/6/2016