Diário de um Ladrão

E, quando reflicto sumariamente nestes tenebrosos mistérios, pelos quais um ser humano desaparece da Terra, tão facilmente como uma mosca ou uma libélula, sem conservar a esperança de um regresso, surpreendo-me a incubar o vivo desgosto de provavelmente não poder viver o tempo suficiente para vos explicar bem o que eu próprio não tenho a pretensão de conseguir compreender. — Conde de Lautréamont

Jogo de Cintura

Edições do Tédio nº4
Com desenhos de Carlos Lopes e texto de Fernanda Oliveira
Capa impressa no Homem do Saco
16 páginas, 8 €
À venda no Homem do Saco.

Posted on 5/12/2014