Diário de um Ladrão

O chumbo é a paródia do ouro. O ar é a paródia da água. O cérebro
é a paródia do equador. O coito é a paródia do crime.
— George Bataille

O condómino

“Queres-me de indicador engachado na presilha das tuas calças?”
Que exagero, toca-me só amiúde para eu ir sentindo o amparo. “Começa, enquanto ponho a água a ferver.”

||||||||||||||||||||||||||||||
O Condómino, de António Gregório, Língua morta 052, capa de Ricardo Castro
250 exemplares, Novembro de 2014

 

4

Posted on 29/11/2014