Diário de um Ladrão

Que o meu caixão vá sobre um burro
Ajaezado à andaluza…
A um morto nada se recusa,
Eu quero por força ir de burro.
— Mário de Sá-Carneiro

Os Cinco Sentidos, de Alfred Jarry

Os Cinco Sentidos, de Alfred Jarry.
Tradução de Luís França.
Mestres impressores Homem do Saco: Luís Henriques, Manuel Diogo, Luís França.
Linogravura de Ricardo Castro.
Dezembro de 2012

////////////////////////////////////////////////////////

Les Cinq Sens, é retirado de seu primeiro livro, Les Minutes de Sable Memorial, de 1894.
Aqui podem ver a edição original com gravuras do próprio Jarry.

À venda na Livraria Sá da Costa e no Paralelo W, em Lisboa.
No Rio de Janeiro, na Poesia Incompleta.

 

 

Posted on 19/12/2012